Entre em contato
BUSCAR NO BLOG
Luiz Valério P.Trindade
Criação: Fox Solution
Copyright © 2017

 

Amei tanto que a certa altura da vida,

Cheguei a duvidar que o amor pudesse de fato existir.

 

Eu que tanto amei, por diversas vezes,

Já estive tão perto de conquistá-lo em definitivo.

Mas teimoso como ele é, escapou-me mais de uma vez por entre os dedos,

Como areia bem fina.

 

Eu que tanto amei,

Já acreditei,

Já me iludi,

Já me feri,

Já me decepcionei,

Já me desesperei,

Já me descabelei,

Já chorei de alegria incontida,

Já ri de tristeza disfarçada,

E por que não admitir,

Já pensei em desistir.

 

Mas eu que tanto amei, me vejo ainda inundado por este sentimento

Que não segue a razão,

Pois tem vontade própria,

E só posso se levado a pensar em uma alternativa.

 

Eu que tanto amei,

Ainda hei de encontrar quem tanto amor queira também para si

Já que este amor todo não se cabe em mim!

0 COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Se desejar entrar em contato com o autor, por favor, deixe sua mensagem que assim que possível lhe retornarei. Os campos sinalizados com (*) são de preenchimento obrigatório. Seus dados não serão publicados e nem tampouco cedidos a terceiros.