Entre em contato
BUSCAR NO BLOG
Luiz Valério P.Trindade
Criação: Fox Solution
Copyright © 2017

 

Observa-se que certas pessoas são dotadas de habilidades especiais e singulares que as tornam únicas ou referências soberanas em suas respectivas áreas de atuação. Além disso, é possível verificar também que a forma como desfilam seu talento nos causa grande admiração e, muitas vezes, nos faz crer que o difícil é fácil de ser atingido, tamanha a perfeição e controle que elas demonstram ter da situação. Mas, naturalmente que não são nada fáceis e justamente por isso que estas pessoas se diferenciam das demais e se tornam admiradas.

Dizer que determinada pessoa é talentosa não é difícil, pois às vezes realmente surgem pessoas que demonstram possuir algum tipo de habilidade diferenciada que as destacam da multidão. Pode ser por intermédio de uma prática esportiva, através de manifestações de cunho artístico, musical, literário, político, assistência social, religiosa, entre várias outras. No entanto, avalio que independentemente da área de atuação da pessoa talentosa, existe uma variável infalível que determina o grau de intensidade deste talento. E a variável a que me refiro responde pelo nome de “tempo”.

Se dizem que “o tempo é o senhor da razão”, a afirmação demonstra não ser sem sentido, pois no que tange o talento de determinadas pessoas, entendo que é justamente esta variável que realizará a seleção natural entre o que chamo que “talento fugaz e efêmero” do “talento perene”. A primeira categoria, como é possível de inferir pelo nome, não obstante seu inegável valor, tem vida relativamente curta e sua reverberação tem alcance mais limitado. Em contrapartida, o talento perene que o próprio tempo se encarrega de descortiná-lo para nós, reverbera bem mais longe, rompe barreiras geográficas, linguísticas e culturais e, acima de tudo, tem a capacidade de inspirar pessoas contemporâneas da mesma geração que as delas e bem como das subsequentes.

É claro também que quando nos deparamos com uma pessoa talentosa não dá para saber de antemão em qual das duas categorias mencionadas ela se encaixa (“efêmera” ou “perene”), pois somente a passagem do tempo será capaz de nos sinalizar com acurácia. Acredito também que algumas pessoas nascem com talentos diferenciados e que conforme vão crescendo eles se manifestam de alguma forma. Por outro lado, creio fortemente também que os talentos podem ser desenvolvidos e aprimorados, desde que a pessoa conte com as oportunidades certas para forjá-los.

Para averiguar o sentido e a consistência do que estou expondo nestes parágrafos, procure fazer você mesmo um teste relativamente simples. Pare por alguns instantes para se recordar do nome, por exemplo, de um ou dois pintores do século XIX (de qualquer procedência) cujas obras estejam expostas em qualquer grande museu do mundo. Alternativamente, procure se lembrar do nome de uma ou duas bandas ou músicos dos anos 1950 – 1960 cujas criações fazem sucesso até os dias atuais, sem contar as inúmeras regravações e versões feitas por outros artistas. Ou então, que tal se recordar de um jovem pacifista dos anos 1960 que foi capaz de mobilizar multidões em torno de uma causa munido unicamente de sua espetacular capacidade de oratória ao proferir um discurso baseado em um sonho seu e que ficou na história. Nesta mesma linha de raciocínio, pense em um poeta e dramaturgo nascido na segunda metade dos anos 1500 cujas obras já foram (e continuam a ser) encenadas em teatros do mundo todo em dezenas de idiomas diferentes, o que simboliza justamente o poder de romper barreiras geográficas, culturais e linguísticas conforme foi dito há pouco.

Enfim, os exemplos são inúmeros e eu poderia sugerir mais uma série deles, porém acredito que já foi possível transmitir a argumentação com a devida clareza. O fato é que as pessoas talentosas estão à nossa volta realizando duas proezas com maestria, nos encantando, causando admiração e deixando um legado perene para diversas gerações. E o tempo é seguramente a maior testemunha e fiador de tais realizações. Que bom que estas pessoas existem e nos inspiram tanto.

 

0 COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Se desejar entrar em contato com o autor, por favor, deixe sua mensagem que assim que possível lhe retornarei. Os campos sinalizados com (*) são de preenchimento obrigatório. Seus dados não serão publicados e nem tampouco cedidos a terceiros.